Recadinho no Orkut:

Sou estudante do 2º Semestre de Letras, 22 anos e já tenho Inglês fluente. Dou aula em um cursinho intensivo aos sábados, mas vou ser sincero, tô muuuuito duro de grana. Teria umas dicas no ramo de tradução para me dar…se é que tenho currículo pra isso.

Você tem currículo para ser tradutor? Não sei, nem acho que um currículo, bom ou mau, seja a base para julgar competência tradutória. Talvez você até se dê melhor como tradutor do que como professor, mas isso só testes e tempo podem determinar. E juro que não vou testar o seu trabalho. Entretanto, posso dizer que a tua abordagem ao problema é meio capenga. Sabe, tipo assim, pegar umas traduções porque está duro de grana, sacumé.

Acho que não é bem por aí. Eu vivo de traduzir e não vejo nada de excepcional nisso, mas parece (e me perdoe se estou errado) que você está meio que achando que vai lá, pega umas traduções e resolve o teu problema. Criar uma clientela rendosa de tradução é um trabalho demorado, que exige muita dedicação. Mesmo aprender a traduzir exige muita dedicação e é algo bem diferente de ensinar inglês. Quer dizer, o traduzir pode ser até que muito bom para você, mas não é, assim, um quebra-galho: é uma profissão que vai exigir até talvez mais que o ensino.

Agora, clique aqui que tem mais informações para você e apareça na Palestra Eletrônica da SBS, que é grátis.


EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


Sem comentarios em ""


    O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

    Pode publicar em html também