Quanto você cobra para revisar uma tradução?

Outro dia, uma colega disse que, para revisar um texto traduzido, cobrava-se metade do preço do serviço de tradução. No fluir da conversa, ficou faltando saber se era metade do preço que ela teria cobrado para traduzir o texto, ou metade do preço que aquele cliente pagou para o tradutor. Não importa, de ambos os modos, discordo.

Atrelar o preço da revisão ao preço da tradução me parece um grande erro. O preço cobrado para revisar um texto traduzido deve ser proporcional à qualidade da tradução e assim como há traduções de alta qualidade, que dão pouco trabalho para revisar, há outras cuja revisão é quase uma retradução e não cabe cobrar o mesmo pelos dois serviços.

O hábito de cobrar pela revisão metade do que se cobra pela tradução tem levado clientes finais, agências e mesmo pessoas físicas a solicitar traduções a quem aceitar fazer o serviço a troco de quase nada e, depois, encaminhar  às mãos de bons revisores, para darem um jeito na meleca, a troco de metade de quase nada.

Para me defender dessa prática, só aceito revisar textos que possa examinar antes de cotar preço. Examinando o texto, posso estimar o tempo que a revisão vai me tomar e quanto devo cobrar. Quando o cliente estipula o preço que está disposto a pagar, o que muitas vezes acontece, essa estimativa me permite decidir se vale a pena aceitar o serviço ou me dedicar a outros afazeres.

Às vezes, o cliente concorda em aceitar minha contagem de horas a posteriori. É uma questão de confiança. Numa dessas vezes, o cliente contestou o número de horas, alegando que o texto era curto demais para demandar tanto tempo. Como eu tinha usado as famigeradas marcas de revisão do MSWord, não foi muito difícil provar que a tradução tinha precisado de muito trabalho. O tradutor perdeu o cliente. Mas isso faz parte da vida.

Estimar quanto trabalho vai dar um serviço é tarefa difícil e espinhosa. No início, a gente erra muito, mas vai aprendendo com o tempo e reduzindo as taxas de erro a um patamar aceitável.

EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


1 Comentario em "Quanto você cobra para revisar uma tradução?"

  • Paul Brian Connolly
    13/06/2017 (6:00 pm)
    Responder

    Excelente. É a única maneira de precificar esse serviço corretamente. Agora basta “combinar com os russos”.


O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

Pode publicar em html também